Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
    EnglishPortugueseSpanish
Início do conteúdo da página
Institucional

UFR participa de reunião no MCTI para criação de Núcleo de Pesquisa, Extensão e Inovação do Pantanal

Publicado: 15/12/2021 15:16 | Última atualização: 15/12/2021 15:16
blue bird

A Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) participou, nesta terça-feira (14), de uma reunião com autoridades do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) para articular a criação do Núcleo de Pesquisa, Extensão e Inovação do Pantanal das Instituições Públicas de Ensino Superior do estado de Mato Grosso (NUPIPES/MT).

A iniciativa é formada pela UFR, Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), e Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT) e tem como objetivo fomentar o desenvolvimento de potencialidades acadêmicas e socioeconômicas da região. O NUPIPES corresponde a missão das instituições públicas do Estado do Mato Grosso que é promover a educação profissional, científica, tecnológica e superior gratuita e de excelência, em todos os níveis e modalidades, através da articulação entre ensino, pesquisa, extensão e inovação, para formação integral dos cidadãos, capazes de impulsionar o desenvolvimento sustentável do Estado e da Região.

A reunião no MCTI foi realizada de forma remota e contou com a participação do Secretário-Executivo, Sergio Freitas de Almeida; do Secretário de Pesquisa e Formação Científica, Marcelo Marcos Morales; da Secretária de Articulação e Promoção da Ciência, Christiane Gonçalves Corrêa. A Reitora da UFR, professora Analy Castilho Polizel de Souza, e a Vice-Reitora, professora Antonia Marilia Medeiros Nardes, estiveram presentes e realizaram a apresentação do projeto do Núcleo do Pantanal para a equipe do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

A Reitora da UFR explicou que, por meio do NUPIPES, as instituições públicas de Ensino Superior poderão atuar em projetos de diferentes áreas como na promoção do desenvolvimento socioeconômico da região; na preservação dos ecossistemas e ecologia do estado; em estratégias de economia solidária para as comunidades quilombolas, pantaneira e indígenas; consolidação do turismo ecológico e sustentável; pesquisa, inovação e desenvolvimento tecnológico; recuperação de áreas degradadas; cursos de formação de professores e cursos vocacionados à preservação ambiental e de espécies em extinção; entre outras possibilidades de projetos que poderão beneficiar a região e as populações que nela habitam.

A criação do NUPIPES é uma das estratégias propostas pela parceria integrada entre as instituições públicas de ensino superior de Mato Grosso, ação que articula um total de mais de 70 mil estudantes em 38 campus distribuídos ao longo do estado.

Fim do conteúdo da página