Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
    EnglishPortugueseSpanish
Início do conteúdo da página
Pesquisa

Projeto de pesquisa investiga a frequência de sintomas hemorrágicos entre mulheres em idade fértil da UFR

Publicado: 09/04/2021 18:32 | Última atualização: 12/04/2021 13:27
blue bird

O projeto de pesquisa Avaliação clínica e laboratorial de mulheres com sintomas hemorrágicos (485/2019) vinculado ao Instituto de Ciências Exatas e Naturais (ICEN) da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) está desenvolvendo uma pesquisa para determinar a frequência de sintomas hemorrágicos clinicamente significativos entre mulheres em idade fértil do ambiente universitário e correlacionar com possível diagnóstico de doença hemorrágica sistêmica. O projeto, coordenado pela farmacêutica-bioquímica Aline Pereira Marques, pretende oferecer subsídios a fim de mensurar o impacto no cotidiano dessa população, assim como orientar condutas para melhora do atendimento e qualidade de vida do grupo estudado.

Mulheres com história de sangramento recorrente é considerada uma condição comum e que pode ser potencialmente grave. Na maioria das vezes a determinação das causas que predispõem ao sangramento, como história hemorrágica prévia, poderia evitar o desfecho grave e fatal, caso o correto diagnóstico e tratamento fosse instituído a tempo.

O projeto está realizando este levantamento com todas e quaisquer mulheres, acima de 18 anos e em idade fértil, vinculadas à UFR, sejam elas discentes, docentes, servidoras ou terceirizadas. As mulheres que apresentarem critérios para sangramento clinicamente significativo farão avaliação laboratorial para investigação de presença de anemia e possíveis diagnósticos de doença hemorrágica sistêmica, além de quantificação de outros fatores da coagulação de acordo com os resultados de seus exames laboratoriais. Os dados obtidos podem auxiliar na detecção de mulheres que possuem os critérios para doença hemorrágica, podendo, ainda, ser oferecida uma orientação personalizada sobre o diagnóstico e conduta clínica adequada.

Mulheres vinculadas à UFR interessadas em participar da pesquisa podem entrar em contato com a pesquisadora Aline Pereira Marques, por meio do contato alinepmarques@gmail.com

Fim do conteúdo da página