Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
    EnglishPortugueseSpanish
Início do conteúdo da página
Publicação

Professor da UFR publica livro sobre perfis de pessoas com altas habilidades

Publicado: 28/06/2021 16:20 | Última atualização: 28/06/2021 16:20
blue bird

Os professores Rauni Jandé Roama-Alves, do curso de Psicologia da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), e Tatiana de Cássia Nakano, da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Camp), lançaram o livro “Dupla excepcionalidade: Altas habilidades/Superdotação nos transtornos neuropsiquiátricos e deficientes”.

Na obra, o tema é abordado a partir das vivências de pacientes clínicos que possuem a superdotação na construção da sua personalidade. No cotidiano, geralmente essas pessoas são relacionadas apenas ao alto desempenho cognitivo, porém essa população carrega uma diversidade de perfis individuais.

A obra está na sua primeira edição e traz discussões tanto no campo prático como teórico, fomentando o debate na área da psicologia. De acordo com os autores, “o livro nasce de uma necessidade que a gente via na clínica psicológica e neuropsicológica, e também nas nossas pesquisas na área,vvisando a melhoria no entendimento dos perfis dos pacientes que apareciam para a gente. Na nossa experiência, as grandes demandas eram sobre as queixas comportamentais, e com isso as habilidades dessas pessoas ficavam muito em segundo plano. A gente sentia falta de um aporte teórico que tratasse das questões relacionadas às habilidades apresentadas por essas pessoas”, explica o professor Rauni Jandé Roama-Alves.

Segundo o professor, a pesquisa também se concentra em tratar a superdotação em sua complexidade, não evidenciando apenas os desafios relacionados aos possíveis problemas psíquicos, mas também as habilidades que os pacientes podem desenvolver independente do quadro clínico.  

Outra motivação para a construção do livro é a caminhada pela inclusão social de pessoas com dupla excepcionalidade. Uma jornada que envolve desmistificação de conhecimentos, quebra de preconceitos e acesso às informações confiáveis. “Pessoas com dupla excepcionalidade também têm direitos à inclusão, principalmente aqueles com transtornos neuropsiquiátricos. A sociedade precisa reconhecer também os diferentes perfis e quebrar paradigmas, fomentando a inclusão dessa população”, relata.

Acessando a obra, psicólogos, estudantes, profissionais clínicos e de educação encontram relatos, literatura acadêmica e construção científica de diferentes pesquisadores. De forma que o livro é uma ferramenta de pesquisa e informação para todos, independente do nível de afinidade com o tema.

 

Um lado solitário da superdotação

A superdotação é um quadro que provoca preconceitos e discriminação. Apesar do estigma relacionado a  alta performance e inteligência elevada, pessoas com superdotação podem sofrer pela perda da inclusão social no convívio comum.

“Geralmente, pessoas com superdotação têm um senso de justiça e de liderança muito aguçado e acabam sofrendo conflitos sociais, que se não cuidados se desenvolvem para problemas emocionais. Até porque, no senso comum há o entendimento de que essas pessoas, por terem características acima da média, não precisam de apoio, e acabam perdendo a sensibilidade da inclusão social, na falsa ideia de que a pessoa é boa o bastante para fazer isso sozinha, e não é assim”, complementa o docente.

No entendimento geral, existe a crença que os superdotados são sempre bons na escola. O que não é necessariamente verdade, a superdotação é diversa e cada indivíduo pode desenvolver habilidades diferentes, ao passo que também podem desenvolver complicações. O quadro das altas habilidades não torna a pessoa distante das interações socioculturais, a particularidade é somente um elemento de uma condição específica.

“Existe uma amplitude na dupla excepcionalidade, o que a gente quer com o livro é levantar o tema e levar informação para a sociedade de maneira geral. O avanço na literatura de temas como esse contribui para a formação de profissionais e também para o conhecimento do assunto, que é tão relevante”, finaliza o professor Rauni Jandé Roama-Alves.

O livro pode ser adquirido a partir do site da editora.

Fim do conteúdo da página