Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
    EnglishPortugueseSpanish
Início do conteúdo da página
Inovação

Pesquisadores desenvolvem tecnologia para detecção de impurezas no beneficiamento de algodão

Publicado: 03/11/2021 09:39 | Última atualização: 03/11/2021 09:40
blue bird

O grupo de Pesquisa Smart Agriculture, vinculado ao curso de Engenharia Agrícola e Ambiental da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), esteve em campo para realizar os testes piloto de uma inovação tecnológica desenvolvida pela equipe. Durante visita à Fazenda Paiaguás, os pesquisadores colocaram em prática a inovação com o objetivo de detectar a presença de impurezas plásticas em meio ao beneficiamento do algodão utilizando técnicas de visão computacional.

O resultado esperado é a redução da presença de plástico em amostras de algodão, o que implicaria em uma menor contaminação do produto beneficiado. As tratativas para o teste piloto foram realizadas com o Coordenador Corporativo de Qualidade do Algodão do Grupo SLC Agrícola, Edmilson Santos. Diante dos resultados obtidos, o grupo retornará para novos testes com a possibilidade do desenvolvimento de uma parceria entre a UFR e a SLC Agrícola para inovação e transferência de tecnologia.

O sistema aplicado foi desenvolvido pelo próprio Smart Agriculture, grupo de pesquisa atuante na busca de novas tecnologias e recursos que possam ser implementados no campo. A equipe é liderada pelo professor Renildo Luiz Mion e formada juntamente com os graduandos em Engenharia Agrícola e Ambiental, Adriano de Oliveira Silveira, Alexandre Carrascosa e Pedro Guilherme Bastos Barbosa Silva. O Smart Agriculture atua por meio da aplicação de técnicas computacionais como Inteligência Artificial, IoT, Automação, Eletrônica e diversas outras ferramentas a fim de melhorar a produtividade, simplificar processos e facilitar decisões durante o processo de produção agrícola.

Fim do conteúdo da página