Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
Pós-graduação

Mestrado interinstitucional UNICAMP-UFR tem sua primeira defesa de dissertação

Publicado: 13/05/2021 17:43 | Última atualização: 13/05/2021 17:44
blue bird

O Mestrado Interinstitucional em Clínica Médica, fruto de parceria firmada entre a Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e a Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), teve sua primeira defesa de dissertação realizada no final de abril. Trata-se da pesquisa empreendida pelo médico e professor Fernando Augusto Borges de Oliveira, do curso de medicina da UFR.

A investigação do professor teve como objetivo avaliar as principais alterações encontradas nos exames de endoscopia digestiva alta realizadas no Hospital Regional de Rondonópolis, no Sistema Único de Saúde (SUS), entre agosto de 2011 e dezembro de 2018.

A endoscopia digestiva alta é um exame capaz de diagnosticar várias doenças ao analisar a mucosa do esôfago, estômago e o duodeno (primeira parte do intestino delgado). Ela é feita usando um tubo flexível (chamado endoscópio) que tem na ponta um chip responsável por capturar as imagens do sistema digestivo como uma câmara.

A pesquisa analisou os resultados de 2.810 pacientes. Além de avaliar as alterações nos exames, o professor também comparou os resultados encontrados nas endoscopias solicitadas por gastroenterologistas e naquelas realizadas por profissionais não-especialistas, como no caso de exames solicitados por um médico clínico-geral.

O professor explicou que muitas localidades não podem contar com a presença constante de um especialista atendendo de forma fixa no sistema de saúde. Enquanto a cidade de Rondonópolis apresenta disponibilidade deste profissional, outros municípios adjacentes contam apenas com médicos generalistas ou da atenção básica. Uma saída possível para contornar essa dificuldade é a realização da endoscopia de acesso direto (EAD), procedimento realizado sem a pré-avaliação do doente por um especialista. Esta é uma estratégia amplamente utilizada em serviços médicos de todo o mundo, mas que possui poucos estudos e dados disponíveis para análise nos estabelecimentos de saúde pública no Brasil.

A pesquisa concluiu que os resultados obtidos foram semelhantes em ambos os grupos, mostrando que, no recorte avaliado, a endoscopia de acesso direto apresentou resultados comparáveis aos da endoscopia solicitada por especialista. Neste caso, com o treinamento adequado, profissionais não-especialistas puderam contribuir de maneira satisfatória com a ampliação do acesso a este tipo de exame em localidades que não dispunham de um gastroenterologista.

A dissertação do professor Fernando foi a primeira de muitas a serem defendidas no âmbito do Mestrado Interinstitucional em Clínica Médica, curso de pós-graduação stricto sensu orientado à formação de docentes pesquisadores nas diversas áreas do conhecimento abrangidas pela Clínica Médica, com vistas ao título de Mestre em Ciências. De acordo com o professor, este é um importante convênio firmado entre a universidade e a UNICAMP, pois tornou viável a realização de seu mestrado. Sem estas condições, a dificuldade em conseguir um mestrado à distância seria enorme. O mestrado interinstitucional é ofertado com a mesma qualidade de um programa regular, com a diferença de que o cronograma das disciplinas pode ser ofertado de forma condensada durante as férias docentes ou de forma remota, de modo à tornar o programa acessível para os pesquisadores que moram longe de Campinas.

Para conhecer mais informações sobre o programa, acesse este endereço eletrônico.

Fim do conteúdo da página