Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
    EnglishPortugueseSpanish
Início do conteúdo da página
Evento

Iniciativa da UFR viabiliza criação de Comitê Ampliado em Prol da Fazenda Velha

Publicado: 23/03/2021 13:32 | Última atualização: 23/03/2021 13:35
blue bird

Nesta terça-feira (23), será realizada uma reunião virtual para formalizar a criação do Comitê Ampliado em Prol da Fazenda Velha e debater estratégias para viabilizar a restauração e utilização de sua casa. Convocada pela Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), uma das pautas a serem abordadas será a possibilidade de destinação em comodato da Fazenda Velha para a UFR pela Prefeitura Municipal após a sua recuperação. Havendo tal possibilidade, a Fazenda Velha poderia ser a sede do Museu Universitário de Rondonópolis. É possível acompanhar a reunião ao vivo por meio da plataforma Google Meet, disponível neste endereço.

As ações em prol da Fazenda Velha para garantirem seu tombamento, em nível municipal e estadual, obtiveram importantes decisões. Além da conclusão do relatório da comissão Municipal de tombamento, houve também a articulação do Comitê Ampliado para debater a questão e as atividades que poderão ser desenvolvidas na Fazenda Velha após seu tombamento e recuperação.

Nas últimas semanas, os diálogos prosseguiram e o relatório da Comissão de Tombamento indicando a necessidade de restauração e preservação da Sede da Fazenda Velha foi aceita pelos proprietários da área. Houve também a redefinição do trajeto da via que ligará a avenida W-11 da região do Condomínio Terranova até a saída para Pedra Preta, de forma a não gerar impactos à Sede quando houver grande fluxo de veículos.

Neste contexto, a Comissão de Patrimônio Histórico da UFR articulou com a Prefeitura Municipal, Secretaria Estadual de Esporte, Cultura e Lazer, Senado Federal, Câmara Municipal, IFMT, Ministério Público, empreendedores imobiliários, família de proprietários e apoiadores em geral a criação do Comitê Ampliado em Prol da Fazenda Velha.

Está previsto para a área da Fazenda Velha a instalação de um condomínio horizontal. Os empreendedores foram procurados para que os projetos de urbanização do local contemplassem as ações de preservação da Sede. No momento, foi definido que a casa será doada à Prefeitura Municipal juntamente com uma área de 2 hectares (20 mil m²) do seu entorno. Esta doação faz parte das contrapartidas que os proprietários do condomínio farão à cidade, que inclui outras ações e áreas.

Também está sendo definida a realização de obras emergenciais de estabilização da ruína da casa, que permitirão que seu projeto de recuperação seja elaborado sem riscos de ocorrer novas perdas arquitetônicas.

De acordo com o professor Luciano Carneiro Alves, do curso de História da UFR, as definições quanto aos usos da Fazenda Velha após a sua restauração são importantes para que nos atos oficiais de tombamento e doação constem as finalidades de sua utilização. Deste modo, será possível evitar que haja desrespeitos a compromissos legalmente reconhecidos. Debater estas possibilidades dentro de um comitê que envolve várias instâncias do poder público, empresários e representantes da sociedade civil permitirá que as decisões de consenso tenham maior legitimidade. E que a escolha dos usos da Fazenda Velha respeite os princípios da preservação do Patrimônio Histórico, afirmou o professor.

Fim do conteúdo da página