Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
    EnglishPortugueseSpanish
Início do conteúdo da página
Institucional

Após mais de 30 mil doses, UFR conclui atendimento local de vacinação contra o Coronavírus

Publicado: 08/12/2021 12:07 | Última atualização: 08/12/2021 17:56
blue bird

A Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) encerrou na última sexta-feira (03) o atendimento local de vacinação contra o Covid-19. As atividades integraram uma iniciativa voluntária da equipe de estudantes e professores da UFR para colaborar com a campanha municipal de imunização durante a pandemia do Coronavírus. Para celebrar a conclusão positiva dos trabalhos, foi realizada uma cerimônia no Auditório Central da universidade com a presença da Secretaria de Saúde de Rondonópolis.

Desde o mês de maio deste ano, a UFR aplicou mais de 30 mil doses de diferentes vacinas aprovadas pela agência nacional de vigilância sanitária (ANVISA) e disponibilizadas por meio da Secretaria de Saúde. O número corresponde a cerca de 9% de todas as 339 mil doses aplicadas no município até o último final de semana, de acordo com Boletim Epidemiológico publicado semanalmente pela prefeitura.

 

Posto de vacinação da UFR atendeu a mais de 30 mil usuários nos últimos 6 meses

 

Inicialmente, a proposta da UFR era funcionar como um posto de vacinação para os profissionais da educação de Rondonópolis, porém com a crescente demanda popular, a universidade ampliou sua força de atuação para atender a todos os grupos contemplados pela programação do calendário de vacinas estipulado pelo município. O posto da UFR passou a ser procurado em razão de sua agilidade e segurança no atendimento ao  oferecer a opção de filas de espera no sistema drive-thru, quando o usuário não precisa sair do carro para receber a vacina. Nestas condições, a universidade chegou a realizar mais de mil imunizações por dia.

Este trabalho foi possível graças aos esforços de estudantes e servidores da instituição que abraçaram voluntariamente essa causa. A equipe de vacinação da UFR foi o único posto formado por profissionais que se colocaram à disposição de forma voluntaria para colaborar na campanha do município. Em virtude desta parceria, o secretário municipal da saúde, Alfredo Vinícius Amoroso, e o secretário adjunto, Hélio Garcia Neto, estiveram na universidade para celebrar os resultados obtidos. As autoridades realizaram uma moção de aplausos e concederam certificados de participação aos estudantes de medicina e enfermagem que atuaram na campanha.

 

Servidores da UFR receberam moção de aplausos e certificados de participação da Secretaria Municipal de Rondonópolis

 

A Reitora da UFR, professora Analy Castilho Polizel de Souza, participou da cerimônia e agradeceu a colaboração dos envolvidos na ação. Em sua fala, a Reitora declarou que “[…] a participação de estudantes em projetos de extensão faz parte do processo educacional e formação profissional de nossos estudantes. Este é um projeto de extensão que beneficia Rondonópolis e a população ao oferecer qualidade e segurança no atendimento à saúde nestes tempos tão delicados. Agradeço ao corpo docente, técnico-administrativo e a todos os alunos que participaram desta e de outras ações desenvolvidas pela Universidade Federal de Rondonópolis”.

 

 

A campanha de vacinação contra o Covid-19 foi uma das diversas ações executadas pela UFR durante a pandemia. Em 10 de março de 2020, a UFR criou o Comitê de Enfrentamento ao COVID-19 seguindo as recomendações do Ministério da Educação (MEC) e trabalhou em uma série de estratégias para auxiliar o município de Rondonópolis na prevenção e tratamento da doença.

A UFR, em rápida articulação com o Laboratório Central (LACEN), foi uma das primeiras universidades à oferecer gratuitamente testes PCR de detecção do vírus; distribuiu mais de 10 mil litros de álcool gel para Rondonópolis e os 18 municípios da região sul do Estado; ofereceu postos alternativos de vacinação contra a Influenza durante a pandemia para evitar a superlotação dos postos e unidades básicas de saúde; projetou e produziu ventiladores pulmonares e equipamentos de proteção individual (EPIs), como máscaras e faceshields, que foram enviados aos hospitais e redes de saúde; ofereceu atendimento psicológico na forma de grupos terapêuticos online para minimizar os efeitos do isolamento; e produziu vídeos e materiais educativos de orientação empresarial online para prover o cidadão e pequenos empresários com informações econômicas, financeiras, legais, administrativas e contábeis para gerenciar seu negócio durante a crise econômica e social gerada pela pandemia.

 

Equipe de voluntários foi formada por estudantes da área da saúde, técnicos-administrativos e docentes da UFR

Fim do conteúdo da página