Projeto da UFR é contemplado em programa do Fundo Brasileiro para Biodiversidade

A Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) foi comtemplada em projeto do Fundo Brasileiro para Biodiversidade (FunBio) que promoverá a difusão de sistemas sustentáveis de produção. O subprograma produção, inovação e mercado sustentáveis tem como objetivo beneficiar pequenos e médios produtores, assim como as cadeias produtivas e de valor das três principais commodities do Estado de Mato Grosso: pecuária, soja e o manejo florestal madeireiro. As instituições selecionadas vão atuar no desenvolvimento de boas práticas e na redução dos passivos nestas cadeias, ao mesmo tempo garantindo maior acesso a mercados.

O projeto será coordenado pelo professor Edicarlos Damacena de Souza, docente do curso de Zootecnia do Instituto de Ciências Agrárias e Tecnológicas (ICAT) da UFR.  De acordo com o professor, o projeto possui como objetivos principais a geração de conhecimento em sistemas sustentáveis de produção e a difusão desses sistemas à extensionistas da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Mato Grosso (EMATER-MT), extensionistas do Instituto Mato Grossense do Algodão (IMA), técnicos da iniciativa privada e a produtores.

As instituições promotoras responsáveis por organizar a proposta serão o IMA, a Aliança em Sistema Integrado de Produção Agropecuária (SIPA), Universidade Federal de Rondonópolis UFR), e Serviço de Inteligência em Agronegócios (SIA).  Os recursos serão geridos por meio do IMA, porém os equipamentos serão todos doados para a UFR, assim como bolsas de pós-graduação serão destinadas para a condução dessa pesquisa. “Com esse projeto nós realizaremos uma série de cursos, palestras, dias de campo, publicações de livros, manutenção de site, de mídias sociais, com o objetivo de difundir esses sistemas sustentáveis de produção com foco forte em soja e pecuária nos sistemas integrados de produção agropecuária” explicou o professor Edicarlos.

Estudante da UFR publica estudo sobre benefícios do consumo de carne

Publicado originalmente no Jornal A Tribuna MT

O estudante Gustavo Barbosa Alves Silva, bacharelando em Zootecnia da Universidade Federal de Rondonópolis, publicou nessa quinta-feira (26), no Jornal A Tribuna MT, parte do material alvo do projeto de extensão Divulgação da Carne como alimento potencializador do Sistema Imune.

O projeto é coordenado pelo professor Angelo Polizel Neto, orientador de Gustavo Barbosa. No texto publicado no jornal, o estudante aborda os benefícios da carne para o fortalecimento do sistema imunológico humano e no auxílio ao combate ao coronavírus. A seguir, reproduzimos com autorização da redação do Jornal A Tribuna MT, a íntegra da matéria de autoria de Gustavo Barbosa que se encontra disponível neste endereço eletrônico no site do jornal:

 

Benefícios da carne para a saúde

A COVID-19 trouxe impacto na vida das pessoas em nível global, chamando a atenção pelo alcance que teve e pela velocidade com a qual se disseminou. Dessa forma, alguns hábitos simples como: lavar as mãos, utilizar álcool e gel ou até mesmo consumir carne, podem auxiliar no combate desse vírus, dessa forma, vamos abordar os benefícios da carne em prol do sistema imunológico humano.

A carne bovina é muito importante para a saúde humana, pois ela possui alto valor nutritivo. A concentração de nutrientes é alta e a energia por unidade de peso é baixa.

Assim, é uma excelente fonte de proteína, 9 de seus 20 aminoácidos são essenciais para o organismo humano porque são aminoácidos que nosso organismo não sintetiza, ou seja, a única maneira de adquirir é através de alimentos de origem animal.

Assim, a síntese de proteínas está correlacionada com a manutenção do tecido humano de músculos e órgãos, além de apoiar o sistema imunológico e ajudar a transportar nutrientes, vitaminas e minerais.

Dessa forma, a carne em pouca quantidade consegue fornecer 10 nutrientes necessários à dieta humana, temos a vitamina B, e são umas das melhores formas de obter ferro, fósforo e zinco.

Portando, o zinco desempenha um papel importantíssimo no sistema imunológico e é essencial para o funcionamento de várias enzimas. O fósforo, por outro lado, atua no metabolismo celular e participa da constituição óssea e dentária.

O ferro é essencial para o transporte de oxigênio, e o ferro encontrado na carne é mais biodisponível do que o encontrado no feijão.

Apenas na carne, principalmente na carne vermelha, podemos verificar que o ferro na forma de heme tem excelente capacidade de absorção. Além disso, a carne também é fonte de vitaminas B (tiamina, riboflavina, niacina, biotina, vitaminas B6 e B12, ácido pantotênico e ácido fólico). À vista disso, a vitamina B12 só é encontrada em produtos de origem animal e é essencial para o desenvolvimento do corpo humano.

É encontrado na carne o ácido linoléico conjugado (chamado de CLA), que ajuda a perder peso, promove a queima de gordura e até aumenta a capacidade do corpo de combater o câncer.

Observe-se em momentos de uma pandemia dados crescentes de depressão em todo mundo, provocadas pela mudança drástica na rotina.

Dessa forma, a carne entra como um aliado ao combate, devido à alta concentração de fenilalanina, este é encontrado na carne vermelha, assim, podemos caracterizar a carne como um alimento antidepressivo.

Logo, a carne vermelha ajuda a manter o açúcar no sangue mais estável, portanto, comer carne vermelha pode reduzir as oscilações de humor, comer demais e ajudar a resistir à resistência à insulina. Outrossim, é muito adequado para a prevenção e tratamento do diabetes.

A carne é essencial na alimentação; portanto, a dieta e o consumo não devem ser restritos, é recomendado pelo menos duas vezes por semana. Além disso, a ingestão de carne deve ser coordenada com dieta adequada e exercícios regulares.

 

(*) Gustavo Barbosa Alves Silva, bacharelando em Zootecnia da Universidade Federal de Rondonópolis. Coordenador: Prof. Dr. Angelo Polizel Neto. Nome do Projeto: Divulgação da Carne como alimento potencializador do Sistema Imune

O conteúdo desse texto pertence a matéria publicada originalmente no Jornal A Tribuna MT, disponível no endereço eletrônico https://www.atribunamt.com.br/2020/11/26/beneficios-da-carne-para-a-saude/

Jornal Econômico aborda os impactos da pandemia nas finanças públicas

O projeto de Extensão, Economia além dos muros, do Curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) publica a terceira edição do Jornal Econômico. Nesta edição de novembro, o boletim aborda os impactos da pandemia da Covid-19 nas finanças públicas a nível nacional, regional e local.

A produção do Jornal Econômico envolve o trabalho integrado de professores e estudantes e faz parte do Projeto de Extensão Economia além dos muros, que tem como objetivo principal promover informações relevantes sobre o cenário econômico, de maneira clara e acessível, de modo a contribuir para que a sociedade tenha elementos para formular um melhor entendimento da realidade atual. A distribuição do jornal é feita de forma online e gratuita, com periodicidade mensal.

Os interessados em escrever para a equipe do Jornal Econômico, podem enviar sua opinião ou sugestões de pauta para o e-mail kelly.faro@ufr.edu.br

 

Jornal econômico 3º Edição

Segunda edição do Jornal Econômico aborda os impactos da pandemia no comércio exterior

O projeto de Extensão, Economia além dos muros, do Curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) publica a segunda edição do Jornal Econômico. Nesta edição de outubro, o boletim aborda os impactos da pandemia do Coronavírus sobre o comércio exterior, com enfoque nacional, regional e no município de Rondonópolis. Uma coluna especial escrita por estudantes do curso com supervisão dos docentes explica as maneiras pelas quais a variação cambial influencia na dinâmica de mercado. A edição também aborda os motivos da elevação do preço do arroz, alimento de fundamental importância nas refeições cotidianas do país.

A produção do Jornal Econômico, que envolve o trabalho integrado de professores e estudantes, é uma ação do Projeto de Extensão Economia além dos muros, que tem como objetivo principal promover informações relevantes sobre o cenário econômico, de maneira clara e acessível, de modo a contribuir para que a sociedade tenha elementos para formular um melhor entendimento da realidade atual. A distribuição do jornal é feita de forma online e gratuita, com periodicidade mensal.

Os interessados em escrever para a equipe do Jornal Econômico, podem enviar sua opinião ou sugestões de pauta para o e-mail kelly.faro@ufr.edu.br

 

Jornal Econômico – 2º Edição

Projeto Economia além dos muros lança primeira edição do Jornal Econômico

O projeto de Extensão, Economia além dos muros, do Curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) publicou, no mês de setembro, a primeira edição do Jornal Econômico. Neste número, o boletim aborda os impactos da pandemia do Coronavírus sobre o mercado de trabalho no Brasil, em Mato Grosso e no município de Rondonópolis. O Jornal Econômico surge como uma resposta à sociedade às dúvidas e apreensões diante da crise que tem transformado o cenário nacional desde março de 2020, crise que impôs mudanças nas dinâmicas sociais e econômicas da população devido às estratégias que prevenção da saúde pública e combate ao Coronavírus, tais como as medidas de segurança adotadas, as restrições de circulação de pessoas e a prática de fechamento dos comércios em todo o território nacional.

De acordo com a professora Kelly Cardoso Faro, do Curso de Ciências Econômicas da UFR, a iniciativa de produzir o boletim informativo surgiu a partir de uma demanda dos próprios estudantes da universidade, mas principalmente em razão de um apelo geral da sociedade rondonopolitana por dados concretos a respeito do impacto da pandemia no âmbito social e econômico. A professora explica que, no início da pandemia, havia um grau de especulação e incertezas muito grande, fazendo com que a sociedade civil partisse em busca de informações com credibilidade, pesquisas acadêmicas e dados econômicos reais. Desde o início da crise, diversos grupos e atores sociais procuraram o curso de Ciências Econômicas solicitando palestras que contextualizassem a situação atual do mercado de trabalho e financeiro em tempos de pandemia, informou Kelly Cardoso.

A criação do Jornal Econômico, que envolve o trabalho integrado de professores e estudantes, é uma ação que integra o Projeto de Extensão Economia além dos muros, que tem como objetivo principal promover informações relevantes sobre o cenário econômico, de maneira clara e acessível, de modo a contribuir para que a sociedade tenha elementos para formular um melhor entendimento da realidade atual. A distribuição do jornal é feita de forma online e gratuita, com periodicidade mensal. Toda edição contará com colunas que discutem as relações econômicas à nível nacional, estadual e municipal. Além disso há uma seção destinada ao exercício de pesquisa e escrita acadêmica, na qual um estudante do Curso de Ciências Econômicas dialoga com a sociedade sobre temas pertinentes às dinâmicas do contemporâneo.

Os interessados em escrever para a equipe do Jornal Econômico, podem enviar sua opinião ou sugestões de pauta para o e-mail kelly.faro@ufr.edu.br

 

Jornal Econômico 1 ed. setembro 2020

Projeto “Economia além dos muros” divulga a programação de setembro

O projeto de extensão “Economia além dos muros”, do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), promoverá duas lives em setembro. No dia 10 de setembro, das 19h às 2oh acontece a mesa virtual a respeito das Medidas Provisórias 936 e 927 com as convidadas Analita L. Soto e Marta Pierina. E no dia 22 de setembro, das 19h às 20h, o convidado é o administrador Juarez Orsolin que discutirá a Educação como Ferramenta de desenvolvimento econômico local e regional.

As transmissões serão realizadas por meio do canal do youtube do Curso de Ciências Econômicas da UFR

Projeto oferece dicas e apoio para manter o bem-estar durante a pandemia

Estudantes dos cursos de Enfermagem, Medicina e Psicologia da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) realizam o projeto de Extensão “Quarentene-se” com o objetivo de promover ações de saúde direcionadas ao atendimento das necessidades humanas e manutenção do bem estar físico, social e mental em tempos de isolamento social ocasionado pela Pandemia de COVID-19.

Orientado pela professora Ana Paula Biazi, do curso de medicina, o projeto oferecerá palestras semanais com especialistas a respeito de alimentação saudável, saúde mental, exercícios físicos, entre outras informações disponibilizadas de forma online. Além disso, uma equipe multiprofissional da área da saúde estará disponível para responder perguntas e discutir temas variados que sejam de interesse da população e estejam relacionados à estratégias de satisfação das necessidades humanas básicas em tempos da Pandemia.

As atividades do projeto “Quarentene-se” são gratuitas e terão início na segunda-feira (17/08). Para participar basta acessar as redes sociais do projeto no Instagram e também no Facebook. Para dúvidas ou sugestões é possível entrar em contato pelo e-mail: projetoquarentenese@gmail.com

Clique aqui para acesse o material de divulgação do Projeto com mais informações.

 

Projeto da UFR alerta para os riscos do hábito de fumar

Alunos e docentes do Curso de Medicina da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) promovem a ação social “Acenda a esperança: apague o cigarro”. Por meio de uma série de conferências com especialistas e produção de material midiático, o projeto de extensão tem o objetivo de divulgar os riscos envolvidos no consumo do cigarro, incentivando o controle e redução de seu uso.

O coletivo informa que, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA, 2020),  cerca de 400 pessoas morrem diariamente em decorrência da dependência de nicotina no Brasil. A nicotina é uma substância composta no cigarro que pode causar o vício, além de outros milhares de componentes tóxicos no cigarro que podem causar agravos à saúde, a saber: câncer, doenças cardíacas, problemas pulmonares e Acidente Vascular Encefálico (AVE).

Atendendo às medidas sanitárias de isolamento social e combate ao Covid-19, todas as ações serão realizadas de maneira online, permitindo que o acesso a informação esteja disponível remotamente em qualquer lugar e horário.

O coletivo convida aqueles interessados em descontinuar o uso do cigarro a contatá-los por meio do e-mail acendaaesperanca@gmail.com, pelo perfil do Instagram @acendaaesperanca, ou apontando a câmera do celular para o QR code abaixo:

 

 

 

Projeto de kendo abre turmas para 2020

A Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), por meio da Seção de Cultura, Esporte e Lazer (SECEL) promove o projeto de extensão de aulas de Kendo. O projeto é iniciativa da AKRO – Associação de Kendo de Rondonópolis e visa fortalecer o corpo e a mente por meio da prática de kendo. Os treinos são gratuitos e acontecem aos sábados das 16h às 18h. Mais informações no telefone da secel (66) 3410-4144 ou com o responsável da atividade (66) 99984-9709.