Parceria UFR com Prefeitura produz Mapa da Covid

A Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) e a Prefeitura Municipal de Rondonópolis estão trabalhando em parceria para oferecer uma nova ferramenta no combate a pandemia do novo Coronavírus. A iniciativa produziu um mapeamento feito a partir das informações registradas pela Secretaria de Saúde do município e apresenta de forma planificada as regiões com maior incidência da Covid-19 em Rondonópolis.

Por meio do gráfico elaborado pelo curso de “Sistemas de Informação” da UFR é possível acompanhar os bairros nos quais mais doentes se recuperaram e os locais com mais mortes por Covid-19. Com base nesses dados, a Prefeitura do município é capaz de pensar ações estratégicas de enfrentamento e contenção do avanço da doença ainda mais eficazes para a cidade.

Nesta ferramenta, as informações são coletadas a partir do banco de dados desenvolvido pela equipe de tecnologia da informação da Prefeitura, constantemente alimentado pela Secretaria Municipal de Saúde. Esta coleta é feita de maneira automática via consulta ao banco de dados a cada atualização de tela do navegador de internet. Os dados, então, são cruzados com as coordenadas geográficas produzindo uma  representação gráfica dos pontos distribuídos pelo mapa. Estes pontos não dizem respeito ao endereço da pessoa acometida pelo Covid-19, mas a um ponto central do bairro. Portanto, todas as ocorrências do mesmo bairro estão localizadas na mesma coordenada.

É possível acessar a ferramenta por meio do sítio eletrônico da prefeitura de Rondonópolis.

UFR entrega 5mil litros de álcool gel aos municípios da Região Sul do Estado de Mato Grosso

A Universidade Federal de Rondonópolis distribuiu 5 mil litros de álcool gel para Rondonópolis e os 18 municípios da região sul do Estado. Até agora já foram produzidos mais de 10 mil litros do produto por meio de um projeto que conta com aporte financeiro do Ministério da Educação e parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)

Parte da produção será reservada para o consumo interno, nos preparativos para o retorno das atividades presenciais, além de atender as forças de segurança e instituições assistenciais filantrópicas do município, informou o coordenador do projeto de extensão “Ações UFR para o Enfrentamento à COVID-19”, professor Aristides José da Silva Júnior.

A UFR tem desenvolvido diversos projetos de apoio aos municípios da região sul de Mato Grosso durante o período de enfrentamento da pandemia causada pelo novo Coronavírus. Além da distribuição de álcool gel, as ações de parceria incluem a realização de exames RT-PCR em tempo real, desenvolvimento de respiradores mecânicos, produção de máscaras de proteção facial e a produção e distribuição de álcool gel.

 

UFR e sua atuação imprescindível no combate à COVID-19

A Universidade Federal de Rondonópolis tem atuado constantemente no combate a COVID-19 por meio de diversas ações. Até os dias de hoje, foram distribuídos mais de 6 mil Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para as unidades de saúde da região e já foram realizados muitos exames para a detecção do vírus, beneficiando diversas cidades na região sul do Mato Grosso. Além disso, a instituição contribui diretamente com o desenvolvimento de um ventilador pulmonar que será utilizado na assistência a diversos pacientes que dão entrada em pronto atendimentos ou enfermarias.

Em destaque nas mídias locais, a UFR é evidenciada por atuar diretamente no enfrentamento à pandemia, consolidando mais uma vez sua incrível relevância social, inclusive, sendo reconhecida em público pelas instituições beneficiadas.

A Reitora da instituição, Profª Drª Analy Polizel, enaltece a contribuição dos professores, técnicos administrativos e estudantes que tem arduamente trabalhado para a concretização dessas ações. Segundo ela: “A importante contribuição da universidade para a sociedade é, antes de mais nada, uma missão fundamentalmente humana frente a gravidade desta pandemia. Somos imensamente gratos pela atuação dos nossos colaboradores que incansavelmente desenvolvem essas e outras ações, a fim de construir uma sociedade melhor para todos”, ressaltou.

Termo de cooperação destina R$ 248 mil para combate à Covid-19

A Universidade Federal de Rondonópolis juntamente com o Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 6 ª Promotoria de Justiça Cível de Rondonópolis, a Agropecuária Guarita S/A, Amaggi Importação e Exportação Ltda e a Santa Casa de Misericórdia e Maternidade de Rondonópolis realizaram Termo de Cooperação Técnica e financeira firmado nesta quarta-feira (03/06). O ato destinou R$ 248.000,00 para a aquisição de insumos necessários à automatização parcial do diagnóstico da Covid-19 em Rondonópolis. A parceria vai possibilitar o aumento da capacidade de testagem de pacientes e profissionais da saúde em mais de 500%.

Acesse a matéria completa clicando AQUI

 

Ações colaborativas às unidades de saúde

A Universidade Federal de Rondonópolis esta em constante movimentação na corrida para ajudar o sistema de saúde no combate da pandemia “COVID-19”. São diversas ações que a universidade esta colaborando direta e indiretamente com as instituições de saúde da região. No cumprimento de sua função social, a universidade busca iniciativas constantes de adaptações para manter sua funcionalidade em plena excelência de colaboração social na mais alta qualidade disponível.

Saiba mais sobre as ações da UFR:  

Em dois de seus laboratórios, estão processando análises para identificar a presença do virus nas amostras enviadas pelas as unidades de quase 20 cidades do entorno.

Foram doados mais 30 máscaras do tipo Face Shield ao Hospital Regional. Esta é mais uma de várias ações contributivas da Universidade Federal de Rondonópolis juntamente com a Associação de Médicos e Outros Profissionais de Rondonópolis (AEMPRO) no combate ao corona virus (COVID-19).

O “Projeto Maker: Desenvolvimento e produção de produtos para a área médica” ja garantiu a entrega a diversas instituições na cidade de Rondonópolis. Ao todo foram entregues mais de 200 unidades de máscaras face shield, sendo:

  • 50 para Unidade de Pronto Atendimento (UPA)
  • 15 unidades para o Centro de Reabilitação Nilmo Júnior
  • 30 unidades para o Hospital Paulo de Tarso
  • 30 unidades para o novo Hospital Municipal Cristyan Mary da Silveira e Lima
  • 30 unidades para o Hospital Regional.
  • 50 unidades para o Departamento de Assistência a Saúde da Secretaria Municipal da Saúde, distribuídos pela Secretaria Municipal de Saúde aos profissionais de atendimento básico.

Para próxima semana o projeto entregará ainda 30 unidades para o Hospital Santa Casa e mais 15 para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Segundo a Coordenadora do Projeto, Profª Drª Silmara Bispo dos Santos: “Para além dessas ações, já é previsto a produção para reforçarmos as unidades com maiores demandas, como os hospitais Santa Casa, Regional e UPA”.

Outra ação de extrema relevância social por parte da instituição, é a construção de um de ventilador pulmonar de baixo custo desenvolvido pelo Curso de Engenharia Mecânica.

Este protótipo esta na fase final de testes e poderá auxiliar pessoas com sintomas da COVID-19 no momento da espera por um respirador.

Em entrevista no jornal A TRIBUNA o Prof. Dr. Heinsten Frederich Leal dos Santos, que desenvolve o projeto junto a outros professores do curso e estudantes relatou que o projeto têm o apoio do Ministério Público de Mato Grosso, com importante auxílio do promotor de Justiça, em Rondonópolis, Ari Madeira, Segundo ele: “O respirador irá auxiliar as pessoas que dão entrada nesses locais com os sintomas, ajudando com a dificuldade de respirar, e por consequência aliviando as máquinas [respiradores] das UTIs. 

Leia esta matéria completa clicando AQUI

 

 

UFR promove desenvolvimento de soluções em saúde

Projeto idealizado pela Universidade Federal de Rondonópolis em parceria com a Associação de Especialistas Médicos e outros profissionais promove o desenvolvimento de soluções em saúde. No dia 06/05/2020 foram entregues gratuitamente  protetores faciais do tipo Face Shield para os profissionais de saúde que atuam na Unidade de Pronto Atendimento em Rondonópolis.

A Reitora Profª Dª Analy Castilho Polizel reforçou que esta ação é extremamente relevante para os profissionais que estão na linha de frente no combate à COVID-19, agradecendo por todo empenho do corpo docente e discente do curso de graduação em Engenharia Mecânica.

UFR realiza diagnóstico de coronavírus em parceria com LACEN-MT

Iniciativa torna UFR a primeira instituição pública do Estado a realizar o procedimento de testagem fora do LACEN-MT

 

A Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) começou a receber nesta semana, amostras para testagem e diagnóstico do novo coronavírus. As análises serão realizadas pelo Laboratório do NuPeC (Núcleo de Pesquisa do Cerrado) com o objetivo de descentralizar a concentração de exames no Laboratório Central do Estado de Mato Grosso (LACEN-MT) contribuindo para melhorar a logística de processamento dos testes no Estado.

A UFR foi credenciada pelo LACEN-MT por atender a todos os requisitos necessários para a realização dos exames de testagem do COVID-19. As análises iniciaram nesta semana e a expectativa é que os primeiros resultados já devam estar disponíveis nos próximos dias.

Os professores Bruno Moreira Carneiro e Juliana Helena Chavez Pavoni, ambos vinculados ao curso de Medicina da UFR, lideram o processo de testes juntamente com a colaboração de outros docentes e técnicos que auxiliam com a cessão de equipamentos de trabalho e mesmo espaço físico para atender a demanda de Rondonópolis e mais 19 municípios da região sul de Mato Grosso. A professora Juliana Pavoni é bioquímica e farmacêutica com mestrado em Biotecnologia e doutorado em Imunologia básica e aplicada, já o professor Bruno Carneiro é biólogo com mestrado em Imunologia e parasitologia aplicadas e doutorado em Biociências. Contudo, a viabilização das análises é um esforço colaborativo que envolve docentes, servidores e técnicos dos cursos de Medicina e Enfermagem da instituição.

De acordo com o professor Bruno Carneiro, a parceria efetivada entre UFR e LACEN-MT é de grande importância uma vez que torna possível a realização do diagnóstico do vírus no próprio município, evitando a necessidade de se enviar as amostras para Cuiabá, o que torna o procedimento mais rápido e menos custoso. Para o docente, ainda não é possível estimar o número de testes que serão atendidos diariamente, porém a estimativa é que supere a média de 15 à 20 testes realizados todos os dias. “Nesta primeira semana ainda estamos acertando os processos, mas a partir das próximas semanas esperamos liberar os resultados em menos de 72 horas após o recebimento do material em laboratório”, informou o professor.

A Universidade Federal de Rondonópolis está atuando em parceria e sob supervisão do LACEN-MT, tornando-se a primeira instituição pública do Estado a realizar o procedimento de testagem fora do Laboratório Central. Alguns laboratórios particulares fazem a coleta de material, entretanto, as análises são enviadas para outros Estados para serem efetuadas.

O Setor de Vigilância Epidemiológica do Escritório de Saúde de Rondonópolis já orientou os secretários municipais de saúde a encaminharem as amostras colhidas para análise no Laboratório da UFR. De acordo com as instruções, as amostras devem ser coletadas após o início dos sintomas até o 7° dia, com prioridade para os casos graves, internados (enfermaria ou UTI), óbitos e profissionais de saúde sintomáticos.

A Reitora da UFR, professora Analy Castilho Polizel de Souza, reforçou a importância da aproximação cada vez maior entre a Universidade Pública e as demandas da sociedade brasileira, principalmente nas localidades onde as instituições estão inseridas. Desta maneira, a UFR reafirma seu compromisso com a população do município de Rondonópolis e sudeste do Estado de Mato Grosso. A iniciativa beneficiará toda a região frente às dificuldades impostas pela pandemia do novo coronavírus, facilitando o procedimento de testagem e diminuindo o tempo de resposta dos resultados, o que certamente impactará de forma positiva no diagnóstico e tratamento da doença. A UFR fica satisfeita em poder colaborar nesse processo de enfrentamento e combate à transmissão do vírus, graças a um corpo docente qualificado e orientado para servir às necessidades da população.

Governo do Estado abre cadastro para propostas de combate ao Covid-19 em MT

O Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Ciência,Tecnologia e Inovação(Seciteci) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat) publica Chamada para apoiar desenvolvimento de iniciativas de combate à pandemia de Covid-19.

O público dessa ação são os pesquisadores de Instituto de Ciências e Tecnologia (ICTs) e da iniciativa privada sediadas no estado.

Os interessados devem preencher e submeter o formulário de propostas até 05 de maio de 2020, fornecendo os dados e descrição da pesquisa, dos produtos, serviços ou inovações. O cadastro deve conter um resumo da proposta e seu foco, bem como informações para contato.

As propostas cadastradas serão submetidas à análise por uma equipe do Governo do Estado que avaliará as iniciativas para o controle da disseminação do Covid-19, ficando a seu critério a contratação de serviços ou apoio ao desenvolvimento de pesquisas ou produtos.

Mais informações acesse o link, ou email: coronavirus@fapemat.mt.gov.br

Assista aqui o Vídeo de divulgação

Professores lançam programa de Orientação Empresarial

Professores da Faculdade de Ciências Aplicadas e Políticas (FACAP) da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) desenvolveram um Programa de Orientação Empresarial por meio de uma série de vídeos que estão sendo publicados diariamente nos canais da universidade.

A iniciativa é empreendida pelos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas, e tem como objetivo “prover informações econômicas, financeiras, legais, administrativas e contábeis às empresas e também a sociedade como um todo”, afirmou o diretor do instituto, professor João Bosco Arbués Carneiro Junior.

Os professores de cada curso gravaram pequenos vídeos utilizando linguagem acessível para discutir temas pertinentes ao momento de desaceleração econômica diante da necessidade de combate estratégico ao novo coronavírus. Quais os direitos do trabalhador? Como funcionam as regras do teletrabalho? De que forma é possível preservar as finanças da empresa? Como controlar o orçamento doméstico? Essas são algumas das questões levantadas na série de vídeos que está sendo lançadas diariamente no canal do youtube da UFR e compartilhada nas redes sociais da universidade

Acesse aqui os vídeos do “Programa de Orientação Empresarial”

Grupos terapêuticos online amenizam os efeitos do isolamento

O projeto “Palavras na Rede” oferece grupos terapêuticos online aos moradores de Rondonópolis e região, mediados por psicanalistas, visando amenizar os efeitos provocados pelo isolamento devido à epidemia do Coronavírus. A iniciativa é do coordenador do curso de Psicologia, professor Nivaldo Freitas.

Os grupos terapêuticos se destinam a quem necessita se expressar e ser ouvido neste momento de reclusão devido à epidemia do Coronavírus. Eles são compostos por, em média, cinco participantes e um psicanalista mediador. As sessões têm duração de 60 a 90 minutos e inicialmente ocorrem uma única vez, mas cada participante, se houver necessidade, pode se inscrever em mais de uma sessão. Os moradores de Rondonópolis (MT) terão preferência na constituição dos grupos, seguido dos participantes da região de Rondonópolis.​

Para se inscrever, basta enviar um e-mail para gruposterapeuticos.roo@gmail.com e os responsáveis pelo projeto entrarão em contato.