Universidade Federal de Rondonópolis – UFR

SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

..

Transparência

A internacionalização do ensino superior na UFR, compreendida no Plano Institucional de Internacionalização (PII), reforça o compromisso institucional de promover as melhores práticas no intuito de otimizar 5 eixos estratégicos:

  • a Gestão Administrativa;
  • o Ensino de Graduação;
  • o Ensino de Pós-Graduação;
  • a Pesquisa e Inovação; e
  • a Extensão e Cultura.

Esse processo é complexo e deve permear vários aspectos da educação superior, tais como:

  • capacitação do corpo de servidores técnico e docente;
  • desenvolvimento de política linguística eficiente;
  • modernização dos currículos;
  • promoção da diversidade cultural;
  • a prestação de serviços de suporte acadêmico;
  • aumento da visibilidade acadêmica nacional e internacional;
  • incentivo a pesquisas inovadoras e interligadas com a comunidade externa, e a integração das unidades acadêmicas para a promoção de atividades de internacionalização em todos os níveis.

O processo de internacionalização na UFR precisa estar vinculado à sua missão institucional, que, em seu projeto de criação, menciona “Ser uma universidade de excelência em ensino, pesquisa e extensão em todas as áreas do conhecimento, referenciado por padrões internacionais, que contribua para a formação de profissionais e pesquisadores competentes e éticos que possam promover o desenvolvimento sustentável nos biomas cerrado e pantanal e as relações socioculturais e ambientais neles existentes. A Secretaria de Relações Internacionais (SECRI), em conjunto com a Comissão de Relações Internacionais (CRI), é o órgão responsável pelo desenvolvimento e implementação das políticas e das diretrizes da internacionalização no ensino superior no âmbito da UFR. Estas políticas devem englobar três dimensões:

  • a mobilidade acadêmica;
  • a internacionalização da produção científica; e
  • a proficiência em línguas estrangeiras.